Naviraí/MS, sábado 13 de agosto de 2022

Primeiro dia de nova operação destrói 109 toneladas de maconha na fronteira

Com apoio de helicópteros da PF, agência paraguaia anulou 36 hectares da erva na linha internacional

Da redação, em

O primeiro dia da 30ª edição da Operação Nova Aliança eliminou quase 110 toneladas de maconha em áreas de cultivo da droga na fronteira do Paraguai com Mato Grosso do Sul. O trabalho está concentrado em locais de difícil acesso no Departamento de Amambay, cuja capital é Pedro Juan Caballero.

A operação é coordenada pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai e pelo Ministério Público do país vizinho, com apoio de helicópteros da Força Aérea paraguaia e da Polícia Federal brasileira.

Com a ajuda dos helicópteros, as equipes táticas da Senad chegaram até as roças na região conhecida como Ñu Verá, onde 36 hectares ocupados com maconha foram destruídos. Cada hectare produz pelo menos três toneladas da erva pronta para o consumo.

Os agentes especiais também destruíram 14 acampamentos usados para processar a droga. Pelo menos mil quilos de maconha picada, pronta para ser prensada, foram encontrados nos acampamentos e incinerados.

Com a destruição das 109 toneladas, a Senad estimou em 3,2 milhões de dólares o prejuízo aos narcotraficantes que exploram o cultivo de maconha na linha internacional. A Nova Aliança continua pelos próximos dias.

Compartilhe
Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Print
Email

Fonte:

Campo Grande News

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

#Veja tambem