Naviraí/MS, segunda-feira 8 de agosto de 2022

Filas demoradas e falta de informação lideram reclamações em bancos de MS

Essa semana, instituições receberam multas de até R$ 128 mil por irregularidades.

Da redação, em

Reza a lenda que existe uma Lei que deve ser cumprida pelas agências bancárias em Mato Grosso do Sul, que diz que o atendimento não deve demorar mais de 15 minutos nesses locais, porém, segundo o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor), as filas demoradas lideram as reclamações no Estado.

Conforme o órgão, a legislação determina como tempo razoável o máximo de 15 minutos em dias normais, 20 em dias de pagamento de servidores e recebimento de tributos e de 25 em véspera de feriados prolongados.

Inclusive, o órgão ‘distribuiu’ multas de até R$ 128 mil para instituições bancárias do Estado por descumprirem o CDC (Código de Defesa do Consumidor), nesta semana.

“O grande mote dessas autuações foram o não cumprimento da fila de espera, também falta de informação aos clientes nas contratações”, disse o Superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão.

Foram 20 autos de infração contra 19 agências bancárias. Uma das agências chegou a ser multada em mais de R$ 128 mil, outras receberam multas menores de R$ 60 mil e R$ 15 mil.

“O respeito ao consumidor não está caracterizado, são vários processos, em várias instituições, várias reclamações individuais também onde o consumidor não teve a garantia do direito a informação”, explicou ele à reportagem.

Quais agências?
O Bradesco é a instituição que mais recebeu autos, sendo para uma agência de Terenos e outras sete em Campo Grande, onde foi aplicada multa no valor de R$ 128.442,16 o que equivale a 2.876 Uferms (Unidade Fiscal Estadual de Referência de MS).

Entre os que cometeram maior número de infrações está a Caixa Econômica Federal, com uma agência em Três Lagoas e três em Campo Grande, onde foram aplicadas multas no valor de R$ 61.630,80.

No Banco do Brasil também ocorreram autuações em uma agência em Paranaíba e duas em Campo Grande, tendo uma delas sido autuada duas vezes, com multas aplicadas no valor de R$ 60.335,66, equivalente a 1.351 Uferms.

Além destas, o Itaú/Unibanco e o Santander tiveram uma agência autuada cada, sendo a do Santander em Paranaíba. O Itaú foi multado em 316 Uferms (R$ 14.112,56) e o Santander em 345 Uferms (R$ 15.406,70).

Onde denunciar?
As denúncias podem ser formalizadas por qualquer consumidor que se sentir prejudicado em sua relação de consumo.

Estão disponíveis o telefone 151 e o aplicativo “fale conosco” do site do Procon.

Compartilhe
Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Print
Email

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

#Veja tambem