Naviraí/MS, segunda-feira 8 de agosto de 2022

Através do Programa Melhor em Casa, Saúde de Naviraí leva atendimento domiciliar a pacientes debilitados

Equipe multiprofissional que leva atendimento domiciliar aos pacientes impossibilitados de se locomoverem até uma Unidade de Saúde.

Da redação, em

A Gerência de Saúde da Prefeitura de Naviraí, conta atualmente com uma equipe multiprofissional que leva atendimento domiciliar aos pacientes impossibilitados de se locomoverem até uma Unidade de Saúde da Família para receberem assistência médica. O atendimento faz parte do Programa “Melhor em Casa”, desenvolvido através da parceria entre o Ministério da Saúde e a Prefeitura Municipal.

A equipe é composta pelos seguintes profissionais: Médico Ronald Almeida Cançado, Fisioterapeuta Rafaela Cunha Rorato, Enfermeira Claudia Flor, Técnicos de Enfermagem Marcos de Oliveira e Advanete Cruz. Eles prestam atendimento presencial nas residências dos pacientes que apresentam quadro de saúde debilitado, desenvolvendo ações de reabilitação, prevenção e tratamento de doenças diversas.

Na manhã desta sexta-feira (24/06), a equipe prestou atendimento médico a um paciente de 61 anos que encontra-se acamado, desde fevereiro de 2021, em decorrência de um acidente de trânsito, sendo assistido em casa desde então pela filha Elaine Aparecida da Silva. Ela explicou que o atendimento em casa evita hospitalizações desnecessárias e diminui o risco de infecções.

“Esse atendimento em casa faz toda diferença, porque como ele vive em coma vígil [estado vegetativo] não temos condições de ficar levando para o hospital para trocar uma sonda urinária ou uma sonda de alimentação todo mês e a gente precisa deste suporte em casa. Agora vai melhorar muito no conforto para ele com este atendimento diretamente em nossa residência”, diz Elaine Aparecida da Silva.

A atenção domiciliar proporciona ao paciente um cuidado ligado diretamente aos aspectos referentes à estrutura familiar, à infraestrutura do domicílio e à estrutura oferecida pelos serviços para esse tipo de assistência, diminuindo a superlotação de serviços de urgência e emergência.

Compartilhe
Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Print
Email

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

#Veja tambem